19 3797.0600

Notícias

21/10/11

ANS divulga relatório de desempenho dos planos de saúde

Segundo o relatório só 4% dos planos de saúde têm ótimo desempenho
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), órgão que regula os planos de saúde no país, divulgou nesta quinta-feira, 20, o relatório do Programa de Qualificação da Saúde Suplementar.

O documento traz dados como desempenho econômico-financeiro, índice de satisfação dos usuários e facilidade de acesso aos serviços e ao atendimento qualificado oferecido pelo plano.

Segundo o relatório, houve uma tendência de melhora nos serviços prestados. A pesquisa demonstrou crescimento do percentual de beneficiários em planos com índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS) igual ou superior a 0,5 entre 2007 e 2010. A nota máxima é 1.

Atualmente, cerca de 41 milhões de beneficiários (71% do total) estão em operadoras que se encontram nesta faixa.

Apenas 46 (4%) das 1.103 operadoras médico-hospitalares avaliadas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) em 2010 atingiram o índice que indica melhor desempenho. O Relatório do Programa de Qualificação da Saúde Suplementar mostra que 249 empresas (23%) ficaram na última das cinco faixas de avaliação. A escala varia de 0 a 1. Quanto mais perto de zero, pior.

Nas faixas intermediárias, a de 0,20 a 0,39 concentrou 188 operadoras (17%); a de 0,40 a 0,59 recebeu 306 empresas (28%); e a de 0,60 a 0,79 ficou com 314 (28%).

O coordenador do programa, João Matos, destacou que 71,1% dos clientes de planos de saúde estavam em operadoras cuja nota foi igual ou maior que 0,5 no ano passado - em 2009, o mesmo índice havia sido de 72,9%.

"Temos 41 milhões de pessoas em operadoras com índice maior do que 0,5, ou seja, bem qualificadas. O porcentual teve uma pequena redução, mas o número absoluto de beneficiários aumentou", disse. Em 2010, o conjunto de planos reunia 58 milhões de pessoas. Segundo Matos, o objetivo da divulgação é "a melhoria do serviço".

O porcentual de empresas nas duas faixas mais altas passou de 11% em 2007 para 32% em 2010 e houve queda do porcentual de operadoras na mais baixa: de 32% para 23%. No período, o porcentual de beneficiários nas melhores faixas passou de 19% (2007) para 56% (2010). A lista com os nomes das operadoras está disponível no site ans.gov.br.

No caso das 414 operadoras exclusivamente odontológicas, apenas 22 (5%) ficaram na faixa de melhor desempenho. Segundo a ANS, houve crescimento do porcentual de empresas nas duas melhores faixas (de 13% em 2007 para 29% em 2010) e queda do porcentual daquelas colocadas na faixa mais baixa, de 40% em 2007 para 32% em 2010.

O índice é obtido a partir da média de avaliações em quatro dimensões: atenção à saúde, estrutura e operação, econômico-financeira e satisfação dos beneficiários. Para o ciclo de 2011, a ANS montou uma Câmara Técnica para avaliações dos novos indicadores e pesos das dimensões, que estão em consulta pública.

No site da agência é possível ter acesso a todos os dados do relatório.

Fonte: Estadao.com
 atasehir escort maltepe escort jigolo jigolo kartal escort kurtkoy escort pendik escort porno Kamagra Jel rokettube şarkı indir kaçak bahis porno izle jigolo olgun dul bayanlar istanbul jigolo sitesi seks hikayeleri jigolo sitesi hd porno rokettube brazzers porno sex izle sex izle escort antalya escort antalya escort antalya escort antalya escort bayan konya escort bayan porno izle porno izle