19 3797.0... ver

Notícias

01/07/13

Saúde é o maior problema do País para metade dos brasileiros

48% dos entrevistados apontam o setor como crítico
Apesar dos sistemas de gestão hospitalar, que vieram para auxiliar na organização das instituições e da liberação de verbas para compra de equipamentos, a saúde ainda é o maior problema do Brasil. Foi esse o resultado de uma pesquisa divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo no último domingo, dia 30. Veja mais detalhes abaixo:

Segundo pesquisa divulgada neste domingo (30) pelo jornal Folha de S. Paulo, a saúde é o maior problema atual do Brasil. O levantamento do Datafolha revelou que 48% dos entrevistados apontaram o setor como crítico. Ele ocupa o primeiro lugar nas pesquisas do instituto há muitos anos, mas dessa vez atingiu índice recorde: em dezembro de 2012 era de 40%, e em março de 2011 de 31%.


O segundo lugar pesquisa ficou com a educação, com 13%, seguida pela corrupção (11%), segurança (10%) e desemprego (4%). Realizada entre as últimas quinta (27) e sexta-feira (28), foram ouvidas 4.717 pessoas de 196 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.


Cenário

Os governos federal, estaduais e municipais são responsáveis por 42% dos gastos com saúde no País, enquanto famílias e instituições sem fins lucrativos respondem pelos 58% restantes. Segundo dados de 2009 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os gastos públicos em saúde representaram 3,6% do Produto Interno Bruto (PIB), enquanto os gastos privados alcançaram 4,9%.

“Não alcançamos uma universalidade completa com o Sistema único de Saúde [SUS]”, disse Lígia Giovanella, pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública, à Agência Brasil. “Nos países que têm realmente sistemas universais de saúde, os gastos públicos correspondem a 80%.”

Segundo ela, além de gastar menos do que as famílias, o Estado brasileiro também gasta menos do que outros países que possuem sistemas públicos universais, como a Espanha, o Reino Unido e a Suécia, que investem em torno de 7% a 9% do PIB.

“O SUS sofre de um subfinanciamento crônico. Quando a população vai às ruas clamar por mais recursos públicos na saúde, ela tem toda razão. Nosso gasto público com saúde é menor do que 4%. A gente precisa de pelo menos 8% do PIB. Precisamos dobrar os gastos. Nossas riquezas nacionais nos permitiriam ter gastos mais elevados com saúde”, disse a pesquisadora.

De acordo com os últimos dados do Ministério da Saúde, relativos a 2010, os gastos federais com saúde representaram R$ 63 bilhões. Segundo a assessoria de imprensa do Ministério, o governo quase triplicou investimentos no setor entre 2002 e 2012, já que o valor investido na saúde passou de R$ 28,3 bilhões em 2002 para R$ 95,9 bilhões em 2012. Para 2013, há uma previsão de aumento para R$ 99,3 bilhões.

Fonte: Saúde Web

 Hacklink Shell indir Shell download Php Shell download Bypass shell Litespeed bypass shell https://backlinksale.wordpress.com/ https://hacklinkborsa.blogspot.com.tr/ https://shelldown.wordpress.com/ https://mectry.wordpress.com/ atasehir escort maltepe escort jigolo jigolo kartal escort kurtkoy escort pendik escort porno Kamagra Jel rokettube şarkı indir kaçak bahis jigolo olgun dul bayanlar istanbul jigolo sitesi seks hikayeleri jigolo sitesi hd porno rokettube brazzers porno sex izle sex izle